Diga-me com quem andas e lhe direi…aonde vai chegar! Somos adaptáveis.

casal_andando_costas
Café Com Ideias:Você acha que as amizades influenciam? Que as escolhas que fazemos e as pessoas que atraímos para perto de nós podem de alguma forma interferir nos nossos resultados? Esteja certo(a) que sim!

Somos seres influenciáveis e isso muitas vezes pode passar despercebido. Um exemplo disso é quando passamos uma temporada em um lugar diferente do nosso habitat, costumamos pegar o sotaque da região e até mesmo hábitos. Aprendemos a gostar das músicas, comidas típicas, bebidas e etc.

O ser humano é extremamente adaptável, até mesmo em situações que se apresentam de maneira sub-humana, como um presídio por exemplo. Com o passar dos anos, o que era algo desagradável, desumano e intolerante, vai se tornando rotina, não digo prazeroso, mas adaptável. As pessoas que lá vivem, passam a fazer amizades, buscam atividades que fazem com que as horas passem mais rápido e tudo o que for necessário para o processo de adaptação, diminuindo assim o sofrimento. Certa vez assisti a um filme(história verídica), em que o detento passou vários anos de sua vida na prisão,  quando se aposentou e foi liberado, não se adaptou a vida lá fora  e pediu para voltar. Como não conseguiu, tirou a própria vida, pois o mundo lá fora, passou a ser estranho e sombrio.

Da mesma forma acontece com as amizades e os ambientes que frequentamos. No início pode parecer estranho o contato, os hábitos, o desenvolvimento, devido aos valores e as crenças, mas com o passar do tempo, o que era estranho e inaceitável, passa por uma fase de adaptação e se torna completamente normal.

Passamos a ver com bons olhos o que era inadmissível, e ao invés de julgar, passamos a aprovar, apoiar e se não tomarmos o devido cuidado, passamos até a repetir os mesmos atos. É incrível como o ser humano é altamente adaptável, podendo muitas vezes até deixar de agir por sua própria vontade, agindo de forma alienada, sem senso crítico e passando a imitar o outro, ao invés de assumir a sua própria personalidade.

Sendo assim, é necessário selecionar nossas amizades, ambientes que frequentamos e claro, filtrar aquilo que ouvimos. Não digo, menosprezar as pessoas, mas sim respeitá-las e deixá-las ir. O bom da vida é que podemos fazer escolhas!

Abraços,

Claudia Menezes.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Café Com Idéias com as etiquetas , , , , , , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s