Gestão Presencial ou Gestão Online?

images (2)

Café Com Ideias: Com o avanço da tecnologia as pessoas perderam a proximidade passando a utilizar emails para tratar diversos assuntos, assim como outros meios: wadsap, facebook e etc. Sem contar que estes meios de comunicação, tornam-se perigosos quando mal entendidos. Imagine só: uma pessoa  tem um determinado pensamento, quando vai discutir com alguém o seu ponto de vista, envia uma mensagem por escrito, por exemplo. O fato é que o receptor, pode não estar no mesmo nível de pensamento que o emissor, o que resultará em uma falha na comunicação. Isso acontece constantemente, uma vez que o cérebro quando comanda determinada informação segue um padrão de pensamento estabelecido. Enquanto aquele que recebe a informação, pode estar em outra esfera, o que resultará em conflito. A ideia é que, por mais que a tecnologia traga agilidade, é imprescindível manter o contato visual, assim como manter também o contato físico, como um aperto de mão por exemplo. De acordo com a PNL(Programação Neurolinguística), a presença não só beneficia a aproximação e a empatia, como ajuda a detectar o nível de confiança que poderá ser estabelecido em uma negociação, ou não. Afinal, é através dos canais perceptíveis(visual, auditivo e cinestésico) que a comunicação é estabelecida. E é através do olhar que percebemos quando alguém está verdadeiramente entusiasmado, desmotivado ou mesmo mentindo, assim como outras características que se tornam notórias.

Os gestores exerceriam melhor seus papéis, se tornassem rotineiras as visitas a todos os setores de uma organização. Interagindo pessoalmente e fazendo visitas em horários diferentes, para não se tornarem previsíveis ” como: “Daqui a pouco o sr…passará por aqui!”. Através deste contato, torna-se possível detectar o que realmente tem acontecido. Como as pessoas se sentem e o que almejam.

É interessante também, que ao fazerem estas visitas rotineiras, os gestores chamem pelo nome todas as pessoas, escutem o que realmente elas têm a dizer e evitem se apresentar de maneira ríspida e ameaçadora, como: ” Sou o sr(a), Diretor da empresa” ou ainda: “Sou o sr(a) Gerente de Recursos Humanos”. Podendo utilizar a forma: ” Bom dia sr(a)..sou o sr(a)..eu gostaria muito de poder conversar um pouco sobre nossa empresa, posso tomar o seu tempo por alguns segundos?”  O ideal também é que se busquem mais os acertos que as falhas dos mesmos. Se tiverem  que chamar a atenção por algum motivo, não aconselho a fazerem perto dos colegas de trabalho e sim separadamente. Robert Crandall, legendário líder da American Airlines na década de 1990, erroneamente, adorava usar a expressão da “velha teoria de cães que puxavam trenós”, dizendo: ” Se você não é o cão-guia, a paisagem nunca mudará”. Sendo que a função do cão-guia era fazer de tudo para que todos da equipe vissem um cenário mais amplo.

A cultura da empresa deve prezar pelo bom relacionamento entre gestores e funcionários. Se ainda não tem esta prática, ou a sua empresa não conhece esta estratégia, comece agora mesmo, o que está esperando? Não invente desculpas para fazer o que dará o melhor resultado. Ouse!

Abraços,

 

Claudia Menezes.

Esta entrada foi publicada em Café Com Idéias. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s