Quando temos nojo ou repúdio a coisas, alimentos e pessoas!

Imagem

 

“Nem tudo que reluz é ouro” assim diz o ditado. Quantas vezes vemos algo que parece agradável aos olhos mas quando vamos constatar, não é nada disso. Sempre tem algo que não nos agrada, seja comida, roupa, acessórios, pessoas e etc. Mas isso é totalmente ruim? Nem sempre. Assim como o medo, o repúdio(nojo) pode nos afastar de perigos ou coisas desagradáveis. Na verdade, não são os nossos olhos que criam esta antipatia e sim o nosso cérebro através da ínsula(lobo do hemisfério cerebral), que ao processar a emoção e ou acontecimentos externos, reage imediatamente. Prova disso são os deficientes visuais, que ao simples toque já percebem se algo é ou não agradável. Quantas vezes deixamos de comer um alimento, devido ao seu aspecto, este alimento no entanto poderia nos fazer mal. Quantas vezes criamos distância de determinadas pessoas e posteriormente ficamos sabendo algo desagradável referente a ela e ainda, desistimos de uma viagem ou de situação qualquer e temos notícias de que algo não saiu bem? Assim, quando o aspecto não nos agrada, criamos uma barreira e nos protegemos. Porém, muitas vezes, podemos deixar de saborear algo realmente bom, devido ao seu aspecto, conhecer pessoas interessantes pelo pré-julgamento e assim por diante.

 A sensação de nojo que expressamos no rosto vem da ínsula, parte do córtex cerebral que monitora os estados internos do corpo. São estas as características quando se tem nojo: nariz enrugado, boca aberta e língua para fora. Outras vezes, aperto na barriga, enjoo, dor de cabeça, ânsia de vômito, mal estares.

A ínsula é responsável por nos mostrar quando algo não presta, sinalizando através de caretas ou outros gestos, disparando em seguida as respostas necessárias. Os recém-nascidos por exemplo, se comunicam muito desta forma, fazem cara feia e golfam em seguida. Quando este sinal não funciona, porque a ínsula não disparou mediante a uma situação de desconforto, o resultado vem depois. Podemos comer algo e não sentir nada de imediato, porém em um determinado momento, o organismo irá se revoltar e se manifestar, muitas vezes de forma agressiva. 

O importante é entender como o nosso organismo se comunica conosco e dar o feedback  correto a ele. Caso isso não aconteça, o resultado poderá ser desagradável! Claudia Menezes.

Esta entrada foi publicada em Saúde com as etiquetas , , , , , , , , , , . ligação permanente.

Uma resposta a Quando temos nojo ou repúdio a coisas, alimentos e pessoas!

  1. malucomg diz:

    – A palavra nojo vem do Latim inodiare, que vem da expressão in odio habere, “ter em desgosto, ter raiva de”. Seu sentido agora é o de algo repugnante, causador de asco. Parabéns pelo texto muito legal Ma.Lu.Co – http://malucomg.wordpress.com/

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s